Domingo, 24 de Março de 2019 - 10:00

Ondina acumula maior volume de chuva na manhã deste domingo

Ondina acumula maior volume de chuva na manhã deste domingo
Foto: Leitor BN

O bairro de Ondina, em Salvador, foi o local que mais acumulou volume de chuva na manhã deste domingo (24), com 25,2 mm em uma hora, segundo o boletim mais atualizado da Defesa Civil (Codesal). 

A última atualização do órgão foi feita às 7h20. Entre a noite de sexta-feira (22) e a madrugada do sábado (23), choveu quase o esperado para todo o mês de março, de acordo com a Codesal.



Divisões internas no MPF intensificam disputa de sucessão de Dodge na PGR
Foto: José Cruz/Agência Brasil

A atual procuradora-geral, Raquel Dodge, tem ficado isolada dentro de um pequeno grupo de colegas após se posicionar contra ao acordo realizado entre a Lava Jato e a Petrobrás. Diante disto, o racha que aconteceu dentro do MPF tem intensificado a antecipação das discussões sobre quem vai ser o próximo procurador a chefiar a PGR.  

 

Segundo o portal da Folha de S. Paulo, Dodge tem atualmente o apoio do Congresso e do Supremo para que consiga se reeleger ao cargo. Ultimamente ela também vem sendo figura presente nos eventos de militares. 

 

A pedra no sapato de Dodge pode surgir com a indicação de um nome ligado aos procuradores da Lava Jato, que já deixaram claro que existe a possibilidade de apoiar um dos candidatos. 

 

Há também uma parcela de procuradores que vêm chamando atenção para que a lista tríplice, que será futuramente formada, seja respeitada. Quem irá compor esta lista, no entanto, ainda não parece definido, até porque, quatro nomes estão sendo cotados. Além da atual procuradora-geral Raquel Dodge, Blal Dalloul, Vladimir Aras e Robalinho Cavalcanti já aparecem entre os procuradores como pré-candidatos. 

Juazeiro: Sete pessoas são atropeladas após carro invadir rotatória
Foto: Reprodução / TV Bahia

Sete pessoas foram atropeladas e uma delas morreu na rotatória do Mercado do Produtor em Juazeiro, município do norte da Bahia, no início da manhã deste sábado (23). Segundo o G1, a suspeita da polícia é de que o motorista do carro que atingiu as vítimas estava alcoolizado.

Testemunhas contaram à Polícia Militar que o condutor do veículo perdeu o controle do carro na BA-210 e atingiu o grupo que estava em um ponto aguardando transporte, próximo a uma feirinha de uma central de abastecimento.

A vítima que morreu é um idoso de 63 anos, identificado como João Lopes Frazão Filho. Ele chegou a ser levado para o Hospital de Traumas em Petrolina (PE), mas não resistiu aos ferimentos.

Nazaré: Agência bancária é assaltada e suspeitos usam maçarico para abrir caixas
Foto: Reprodução / G1

Uma agência bancária que fica no centro do município de Nazaré das Farinhas, no recôncavo baiano, foi assaltada na madrugada deste sábado (23), por volta das 3h, de acordo com o G1. 

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos usaram um maçarico para abrir três caixa eletrônicos da agência bancária. A ação aconteceu por volta das 3h.

A polícia ainda não sabe quantas pessoas participaram da ação, nem a quantia roubada pelos suspeitos. Ninguém ficou ferido durante o crime e ninguém ainda foi preso.

Operadores do Choque ampliam noções sobre Comportamento Canino
Foto: Divulgação / SSP

Os operadores de cães farejadores do Batalhão de Choque (BPCHq) da Polícia Militar participaram, na sexta-feira (22), de palestras sobre o tema Comportamento Canino. O evento foi coordenado pela Companhia de Operações com Cães (COC) da unidade especializada.

Os principais objetivos do encontro foram atualizar conhecimentos, padronizar técnicas e unificar doutrinas. A psicóloga, adestradora e especialista em Comportamento Canino, Carolina Jardim, e a adestradora (certificada nos EUA) e representante da Kong, Ana Veríssimo, palestraram para os PMs.

Participaram também do evento cinotécnicos do Exército, da Aeronáutica e das polícias Militar e Civil da Bahia. "Fundamental momento de aprendizagem. Ao longo do ano proporcionaremos momentos semelhantes com outros temas", informou a comandante da COC do BPCHq, capitã Samanta Lacerda.

Domingo, 24 de Março de 2019 - 08:20

Em jantar, presidente do STF diz que ‘solução’ ao país virá pelo diálogo

por Daniela Lima | Folhapress

Em jantar, presidente do STF diz que ‘solução’ ao país virá pelo diálogo
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O presidente do Supremo, Dias Toffoli, usou jantar promovido pelo governador de São Paulo, João Doria, na sexta (22), para enviar uma série de recados. O ministro fez um chamado ao diálogo, disse que a “solução” para os problemas do país não virá do Judiciário ou dos militares, mas pelo entendimento na política.

Toffoli, segundo relatos, fez questão de dizer que sua fala deveria ser passada adiante.

O presidente do STF pregou o fortalecimento das instituições e disse que “só o diálogo e o entendimento” constroem a democracia.

O governador de São Paulo convidou Toffoli, os ministros Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski e o presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), João Otavio de Noronha, para o encontro.

Durante o jantar, o presidente do Supremo fez um discurso. Ele falou sobre o impasse que impera no cenário político de maneira subliminar e chegou a dizer que “filhos devem ocupar o lugar de filhos”, sem tom de alarde ou referências nominais.

Toffoli ainda agradeceu o governador João Doria e pontuou que outros deveriam repetir o gesto de chamar o Supremo para conversar. O presidente da corte é conhecido pela abertura ao universo político.

Ninguém tratou o cenário como incontornável. Doria e Toffoli defenderam um rearranjo e muita conversa como receita para a retomada da articulação de projetos como a reforma da Previdência, prioridade da equipe econômica de Jair Bolsonaro.

Domingo, 24 de Março de 2019 - 08:00

PF limita acesso de advogados a Lula na prisão em Curitiba

PF limita acesso de advogados a Lula na prisão em Curitiba
Foto: Agência Brasil

A Polícia Federal decidiu na semana passada limitar o acesso dos advogados ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na prisão em Curitiba, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. Informou que a defesa só teria uma hora diária com petista, dividida em dois turnos de 30 minutos. Antes eram seis horas por dia.

A defesa recorreu e a PF atendeu parcialmente ao pedido. Estendeu o período para duas horas diárias, mas limitou o acesso a dois advogados por dia.

Previdência: Maia reúne 'tropa' para anular reforma de Bolsonaro e retomar antigo texto
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), convocou sua “tropa” para comparecer urgentemente em Brasília, neste domingo (24).

Conforme apurada pelo Bahia Notícias, a intenção de uma reunião urgente é para ignorar a proposta da reforma da Previdência enviada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e reapresentar o texto feito pelo deputado federal baiano, Arthur Maia (DEM), antigo relator da reforma na Câmara.

Neste fim de semana, Bolsonaro, em viagem oficial ao Chile, trocou uma série de farpas com Maia sobre a articulação política da reforma da Previdência. 

O presidente voltou a criticar a “velha política”. Após uma cobrança de Maia, o presidente disse que a responsabilidade para a aprovação das mudanças nas regras das aposentadorias e pensões agora está com o Congresso.

Domingo, 24 de Março de 2019 - 07:20

Bretas ignora 3 fatos recentes listados pela Lava Jato para a prisão de Temer

por Mario Cesar Carvalho / Felipe Bachtold | Folhapress

Bretas ignora 3 fatos recentes listados pela Lava Jato para a prisão de Temer
Foto: Agência Brasil

Há um abismo entre o pedido da força-tarefa da Lava Jato no Rio e a decisão do juiz federal Marcelo Bretas que determinou a prisão do ex-presidente Michel Temer. Três fatos mais recentes sobre a suposta atividade criminal de Temer, citados no pedido de prisão dos procuradores, foram ignorados pelo juiz na decisão.

Um magistrado não utiliza fatos citados pelos procuradores quando os considera sem importância.

Temer foi preso nesta quinta (21) sob acusação de liderar um grupo criminoso que teria desviado R$ 1,8 bilhão de contratos públicos, incluindo as obras da usina nuclear Angra 3. Os procuradores vão apresentar denúncia na próxima semana na qual imputam a ele os crimes de lavagem de dinheiro, corrupção e peculato (desvio ou apropriação de recursos públicos). Ele não será acusado de líder de organização criminosa porque foi denunciado por esse crime na ação penal que ficou conhecida como quadrilhão do MDB. Ninguém pode ser acusado duas vezes pelo mesmo crime.

Os fatos ignorados na decisão do juiz são os seguintes:

1) Houve uma tentativa de depositar R$ 20 milhões em dinheiro vivo numa conta bancária de uma empresa do coronel João Baptista Lima Filho, apontado como operador de recursos ilícitos de Temer. A tentativa ocorreu em outubro de 2018, segundo os procuradores. O banco recusou o depósito porque o dinheiro não tinha origem clara;

2) Os procuradores dizem ter indícios de ocultação de recursos ilícitos no exterior;

3) Temer e aliados como o ex-ministro Moreira Franco são acusados de monitorar integrantes da Polícia Federal que investigam o grupo de Temer, o que é visto como uma tentativa de obstrução da Justiça pelos procuradores.

A decisão de Bretas foi criticada por professores de direito e advogados por não apontar fatos recentes que justificassem a necessidade da prisão preventiva.

Esse tipo de prisão só pode ser decretado quando há risco de que o investigado continue a praticar crimes, tentativa de destruir provas ou para a conveniência da instrução da ação penal.

Uma súmula do Supremo Tribunal Federal prevê que a prisão preventiva, feita antes da condenação e sem prazo definido para acabar, não pode utilizar fatos antigos contra o suspeito.

O fato mais recente citado pelo juiz na decisão sobre a prisão de Temer ocorreu em maio de 2017, há quase dois anos: a PF encontrou vazios os escritórios da empresa do coronel Lima quando fez uma busca no local. Havia também uma ordem para que as imagens das câmeras de segurança fossem apagadas diariamente, o que foi interpretado pela PF como uma tentativa de evitar que os investigadores descobrissem quem frequentava o local.

Bretas fundamentou a decisão da prisão dizendo que Temer é líder de uma organização criminosa que continua praticando ilicitudes. Não citou, porém, nenhum dos indícios mais recentes listados pela força-tarefa da Lava Jato.

"Não vejo nenhum fundamento para a prisão preventiva de Temer. A prisão dele foi desnecessária e espetaculosa", afirma Gilson Dipp, ministro aposentado do STJ (Superior Tribunal de Justiça) e criador das varas especializadas em lavagem de dinheiro, que diz ter pavor político do ex-presidente.

Segundo ele, há uma banalização do uso do conceito de organização criminosa nos decretos de prisão. "É preciso ter uma descrição minuciosa de como a organização criminosa funciona e qual é o papel dos seus integrantes. É preciso também mostrar que há crimes recentes praticados pelo grupo, e não há nada disso na decisão sobre a prisão de Temer".

"É totalmente incomum e inexplicável o fato de o juiz ter ignorado esses fatos", diz Gustavo Badaró, professor de direito penal da Faculdade de Direito da USP.

Coordenador da força-tarefa na Lava Jato no Rio, o procurador Eduardo El Hage diz que o fato de o juiz não ter citado esses fatos recentes não é grave. "O juiz entendeu que já havia outras fundamentações e que elas eram suficientes para a prisão."

Segundo ele, a prisão de Temer é necessária porque há dinheiro desviado que continua em circulação. Ele cita como exemplo os R$ 20 milhões que tentaram depositar numa conta de uma empresa do coronel Lima. Diz também que há indícios de que o grupo e Temer usou doleiros para tirar dinheiro do país.

O procurador diz que há algo em comum entre a prisão de Temer e a do ex-governador Sérgio Cabral. "Há semelhança entre as prisões de Temer e Cabral. No caso de Cabral, houve a prisão quando não sabíamos onde ele tinha colocado o dinheiro desviado. Depois recuperamos US$ 101 milhões. A prisão serviu para descobrir onde o dinheiro estava escondido."

No pedido de prisão, os procuradores também citam movimentação de recursos no exterior, em 2016, em contas na Suíça atribuídas ao almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, ex-presidente da estatal Eletronuclear e apontado como integrante da organização chefiada por Temer.

TENTATIVA DE DEPÓSITO

Um dos episódios que serviram de base para o pedido de prisão de Temer e seus aliados foi uma suposta tentativa de depósito de R$ 20 milhões em espécie em outubro passado em uma conta da Argeplan, empresa do coronel João Baptista Lima Filho.

Segundo o Ministério Público Federal, a agência onde ocorreu a tentativa de movimentação fica na zona oeste de São Paulo, perto da sede da empresa.

O episódio é pouco explicado no documento, que reproduz um relato do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão que tem entre as suas funções prevenir crimes financeiros.

A comunicação do Coaf afirma que o depósito foi recusado pela agência, "sendo que na abordagem foi solicitado ao portador a comprovação da origem dos valores para recebimento e reativação da conta, em atendimento à legislação".

"O portador, que não se identificou, se retirou da agência e não obteve êxito na realização do depósito", diz o relatório do Coaf.

O próprio Ministério Público afirma no pedido de prisão que vai pedir mais informações sobre o assunto.

Uma tentativa de depósito de origem ilegal nesse volume é inusitada pelo risco envolvendo a operação, que pode ser facilmente detectada por órgãos de controle.

Ainda assim, o caso foi citado também em entrevista coletiva, após a prisão de Temer, para reforçar o conjunto de suspeitas contra o ex-presidente. "Um fato extremamente recente, que aconteceu depois até da prisão temporária do coronel Lima, que havia sido preso em abril de 2018. Claro que esse fato precisa ser mais bem aprofundado, mas é um indicativo de que a organização criminosa continua atuando", disse a procuradora Fabiana Schneider.

Para se ter dimensão do volume em dinheiro vivo, R$ 20 milhões equivalem a 40% da quantia encontrada em Salvador atribuída ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, em 2017.

Fotografias feitas pela PF na operação contra Geddel mostravam aquele valor acomodado em ao menos sete caixas grandes e oito malas dentro de um apartamento na capital baiana. O caso permanece como a maior apreensão de dinheiro em espécie feita PF.

Sábado, 23 de Março de 2019 - 19:09

Victor Ramos lamenta empate com o ABC: 'Fizemos um bom jogo'

por Glauber Guerra

Victor Ramos lamenta empate com o ABC: 'Fizemos um bom jogo'
Foto: Maria Clara/ ABC

O Vitória empatou em 0 a 0 com o ABC, neste sábado (23), no Frasqueirão, em Natal (RN). O zagueiro Victor Ramos lamentou o resultado, mas destacou a compactação de sua equipe.

 

“Fizemos um bom jogo. Criamos algumas oportunidades e eles quase não chegaram em nossa defesa. Isso é importante, essa compactação. Agora é trabalhar forte nos próximos dias para evoluir e dar total apoio a [Cláudio] Tencatti para ele nos ajudar nessa sequência da temporada”, disse o defensor, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

O final da partida foi marcado por um erro de arbitragem. A bola pegou na mão de um defensor do ABC e o árbitro José Woshington da Silva mandou o jogo seguir. Victor Ramos evitou criticar o juiz.

 

“O lance da mão na bola do jogador do ABC foi muito rápido. Mas acontece. Não dá para ficar lamentando isso. Aconteceu, nós achamos que foi pênalti, mas bola pra frente. Pensar no próximo jogo”, afirmou.

 

O Vitória volta a campo no próximo sábado (30) para encarar o Náutico, às 16h, no Barradão, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste.  O defensor garante que vai “suar sangue” para conseguir o triunfo.

 

“Vamos ter uns dias até a partida contra o Náutico. Esse tempo será importante para essa decisão que teremos em casa. Vamos suar sangue no próximo final de semana para levarmos o Vitória para a próxima fase da Copa do Nordeste”, finalizou.

Sábado, 23 de Março de 2019 - 19:00

PT pode estar fechado contra a reforma

PT pode estar fechado contra a reforma
Foto: Reprodução / RENOVA Mídia

Ex-presidente do PT, o deputado federal Rui Falcão disse que há consenso na bancada de 54 parlamentares do partido contra a reforma da Previdência. 

 

De acordo com o jornal Estado de S.Paulo,  a orientação é nem apresentar emendas ao projeto, e simplesmente votar contra. O PT, que lançou campanha contra a reforma, realiza neste fim de semana sua convenção nacional.

Mulheres assinam 72% dos artigos científicos publicados pelo Brasil
Foto: Divulgação / Unicamp

O Brasil é o país íbero-americano com a maior porcentagem de artigos científicos assinados por mulheres seja como autora principal ou como co-autora, de acordo com a Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI). Entre 2014 e 2017, o Brasil publicou cerca de 53,3 mil artigos, dos quais 72% são assinados por pesquisadoras mulheres.

 

Atrás do Brasil, aparecem a Argentina, Guatemala e Portugal com participação de mulheres em 67%, 66% e 64% dos artigos publicados, respectivamente. No extremo oposto estão El Salvador, Nicarágua e Chile, com mulheres participando em menos de 48% dos artigos publicados por cada país.

 

Além desses países, a OEI analisou a produção científica da Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, Espanha, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Os dados fazem parte do estudo As desigualdades de gênero na produção científica ibero-americana, do Observatório Ibero-americano de Ciência, Tecnologia e Sociedade (OCTS), instituição da OEI.

 

A pesquisa analisou os artigos publicados na chamada Web of Science, em português, web da ciência, que é um banco de dados que reúne mais de 20 mil periódicos internacionais.

 

“O Brasil está melhor do que o restante dos países. Acho que é algo que não podemos nos dar por satisfeitos porque temos desafios, mas indica que o Brasil caminha na direção positiva de mais oportunidades, de igualdade de gênero entre homens e mulheres”, diz o diretor da OEI no Brasil, Raphael Callou.


De acordo com a Agência Brasil, apesar de assinar a maior parte dos artigos, quando levado em conta o número de mulheres pesquisadoras que publicaram no período analisado, ele é menor que o dos homens. No Brasil, elas representam 49% dos autores, de acordo com os dados de 2017. A porcentagem se manteve praticamente constante em relação a 2014, quando elas eram 50%.

 

Com base nos números de 2017, o Paraguai ocupa o topo do ranking, com 60% das autoras mulheres. Na outra ponta, está o Chile, com 37%.

 

As diferenças aparecem também entre áreas de pesquisa. No Brasil, entre as áreas analisadas, medicina é a que conta com a maior parte das autoras mulheres, elas são 56% entre aqueles que publicaram entre 2014 e 2017. As engenharias estão na base, com a menor representatividade, 32%.

 

Essa realidade faz parte do cotidiano da professora da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Maria Cristina Tavares. “Nas salas de aula, as meninas são cerca de 5% dos estudantes. No departamento temos em torno de 90 professores e somos cinco professoras”, diz. “Quando você vai a congressos, são pouquíssimas engenheiras. Você vê só ternos. Se você tem 100 trabalhos sendo expostos, tem geralmente três ou quatro pesquisadoras”, acrescenta.

Maria Cristina comemora a posição de destaque das mulheres no número de assinaturas de publicações: “Publicações hoje em dia são tudo no mundo acadêmico. As próprias  universidades prezam por expor o resultado das pesquisa. Para eu conseguir mais bolsas para os meus estudantes, preciso estar com um bom nível de publicação e não é número pelo número, é número que significa que meu trabalho está sendo bom”, diz.  

A professora faz, no entanto, uma ressalva sobre a baixa presença de pesquisadoras na área que atua: “O país perde quando não trabalha essa diversidade e todos esses olhares”.

 

MAIORIA E MINORIA
“Publicar sempre foi difícil, sempre é um processo. Há casos clássicos, bem icônicos de como esse estereótipo de gênero está arraigado. Quando se lê um artigo de autor chinês, polonês ucraniano, que tem um nome diferente, dificilmente vem imagem de que seja uma mulher, porque na nossa cabeça, a gente entende que esse lugares difíceis são ocupados por homens”, diz a bióloga da Universidade de Brasília (UnB) Bárbara Paes.

 

Apaixonada por ciência, a pesquisadora integra a equipe do Dragões de Garagem,  criado para divulgar, de forma simples e atrativa, descobertas científicas e questionamentos sobre o fazer ciência no país. “Existe uma resistência da própria academia de reconhecer que existe um problema”, diz. 

 

De acordo com o Censo da Educação Superior de 2016, última edição do levantamento, as mulheres representam 57,2% dos estudantes matriculados em cursos de graduação.

 

Elas são também maioria entre bolsistas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC), representam 60% do total de beneficiários na pós-graduação e nos programas de formação de professores.

 

Entre os professores contratados, no entanto, o cenário muda, os homens são maioria. Dos 384.094 docentes da educação superior em exercício, 45,5% são mulheres.  

Bolsonaro diz que ‘perdoa’ Maia por 'situação que ele está vivendo'
Foto: Reprodução / José Dias / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar, no Chile, sobre as críticas que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, vem fazendo à articulação política do governo para a reforma da Previdência. 

 

Bolsonaro não deu qualquer demonstração de que pretenda iniciar um diálogo com o parlamento em outras bases e voltou a atribuir as críticas à dificuldade que alguns têm de “largar a velha política”. 

 

O presidente também insinuou que a irritação de Maia tem a ver com a prisão do sogro, o ex-ministro Moreira Franco. “Eu lamento. Até perdoo o Rodrigo Maia pela situação pessoal que ele está vivendo. O Brasil está acima dos meus interesses e do dele. O Brasil está em primeiro lugar”, declarou Bolsonaro numa breve entrevista ao deixar o Palácio de La Moneda.

 

De acordo com o jornal Estado de S.Paulo, o presidente deu a entender que não considera que a aprovação da reforma da Previdência seja sua atribuição. “Não serei levado para um campo de batalha diferente do meu. Eu respondo pelos meus atos no Executivo. Legislativo são eles, Judiciário é o Dias Toffoli. E assim toca o barco, isso se chama democracia”, afirmou.

Sábado, 23 de Março de 2019 - 18:00

Em resposta a Bolsonaro, Maia diz que presidente é quem agride nas redes sociais

por Tássia Kastner | Folhapress

Em resposta a Bolsonaro, Maia diz que presidente é quem agride nas redes sociais
Foto: Reprodução / Antonio Cruz / Agência Brasil

Em mais um capítulo na escalada de atritos que têm como pano de fundo a articulação pela reforma da Previdência, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que há uma distorção na fala do presidente Jair Bolsonaro (PSL) quando ele afirma que o parlamentar está sendo agressivo. 

"Eu não uso as redes sociais para agredir ninguém, eu uso as redes sociais para dar informação aos meus eleitores, à sociedade brasileira", disse Maia

"Você pode pesquisar os meus tuítes, os do presidente e do entorno do presidente, para você ver quem está sendo agredido nas redes sociais. Aí você vai poder chegar à conclusão de que há uma distorção na frase do presidente", afirmou Maia, sobre a declaração do presidente em viagem ao Chile. 

O deputado disse ainda que "numa democracia o Poder Executivo não está acima dos outros Poderes, estão todos dialogando entre si". Maia almoçou com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), neste sábado (23), em um esforço para alinhar um discurso apaziguador sobre a reforma após três dias de troca de farpas entre o parlamentar e o entorno de Bolsonaro. 

A desavença fez o mercado financeiro levantar dúvidas sobre a viabilidade de aprovação das novas regras, considerada essencial para o equilíbrio das contas públicas.

"Nós estamos olhando para frente. Cada um colocou o seu ponto de vista, o presidente colocou o dele, eu coloquei o meu. Eu não tenho nada mais a tratar do que ocorreu nos últimos dias. Eu estou preocupado em sinalizar claramente para a sociedade que o Parlamento vai permanecer sendo um ponto de equilíbrio, um ponto de diálogo, um ponto de clareza para a sociedade. Que no nosso parlamento nós vamos aprovar as matérias de interesse da sociedade", afirmou.

Sobre o presidente Bolsonaro ter afirmado, também neste sábado, que a aprovação da reforma depende do Congresso, Maia afirmou que as coisas não são tão estanques.

"Até porque o ministro Paulo Guedes tem tentado intervir na escolha do relator, na escolha do presidente. Então não é tão independente assim a relação como se pode pensar. Vai se escolher um relator por sorteio? Vai se deixar ter um relator de oposição nessa matéria? Então não é assim que as coisas funcionam, as coisas funcionam com diálogo", afirmou.

O presidente da Câmara voltou a declarar que a reforma nas aposentadorias é a prioridade na Casa e disse ainda que a forma como o governo vai participar da agenda de reformas é um "problema do Executivo.

"A minha agenda é a reforma da Previdência. Depois da Previdência, a nossa agenda é a reforma tributária e a repactuação do estado brasileiro. De que forma o governo vai ou não participar, isso não é um problema meu. É um problema do Executivo", disse. 

Léo Ceará perde pênalti e Vitória empata em 0 a 0 com o ABC
Foto: Andrei Torres/ ABC

O Vitória ficou no empate sem gols com o ABC, neste sábado (23), no Frasqueirão, em Natal (RN), válido pela sétima rodada da Copa do Nordeste. O time rubro-negro teve a chance de abrir o placar aos três do primeiro tempo em cobrança de pênalti efetuada poro Léo Ceará, mas ele mandou na trave. Clique aqui e saiba todos os detalhes do jogo.

Secretário da gestão de ACM Neto é aprovado para doutorado em Medicina na USP
Foto: Bahia Notícias

Secretário municipal de Sustentabilidade de Salvador, André Fraga (PV) foi aprovado em uma seleção para doutorado na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). A informação foi divulgada pelo jornal Tribuna da Bahia e confirmado pelo secretário da capital. 

 

O foco da pesquisa de Braga será investigar os efeitos na saúde humana (doenças cardiovasculares e diabetes), em função do acesso e presença de áreas verdes urbanas na vida das pessoas. Um dos produtos do doutorado deve ser um índice de acesso à área verde por bairro da cidade. 

Fachin está perto de decidir destino de Geddel em caso do bunker de R$ 51 milhões
Foto: Divulgação / Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin pode estar perto de decidir o destino do ex-ministro Geddel Vieira Lima. De acordo com a coluna Satélite do jornal Correio, Fachin deve concluir em breve seu parecer sobre a ação penal do bunker de R$ 51 milhões descoberto pela Lava Jato em um apartamento em Salvador.

Deputadas estaduais articulam criação de 'bancada feminina' suprapartidária na AL-BA
Foto: Divulgação / Agência AL-BA

As deputadas Fabíola Mansur (PSB), Fátima Nunes (PT), Jusmari Oliveira (PSD), Kátia Oliveira (MDB), Maria del Carmen (PT), Mirela Macedo (PSD) e Neusa Lula Cadore (PT) protocolaram na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) um projeto de resolução que pretende criar uma bancada feminina com caráter suprapartidário na Casa. 

 

As bancadas são blocos temáticos de deputados que podem unificar os parlamentares por tema de interesse ou partido. De acordo com o projeto apresentando, a bancada feminina trabalharia para propor, avaliar e consolidar as políticas públicas para as mulheres, tais como saúde, educação e direitos humanos, estabelecendo o diálogo com os órgãos dos demais poderes. 

 

“A constituição da bancada feminina certamente importará na garantia de maior organicidade na atuação das deputadas, com reflexo positivo nas ações do parlamento, particularmente nos temas de interesse do gênero feminino”, diz a Justificativa da proposta. 

 

O texto foi enviado à Comissão de Constituição e Justiça.

Sábado, 23 de Março de 2019 - 16:40

Tarcísio, ministro da Infraestrutura, vira queridinho de Jair Bolsonaro

por Talita Fernandes | Folhapress

Tarcísio, ministro da Infraestrutura, vira queridinho de Jair Bolsonaro
Foto: Divulgação

Engenheiro formado pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) e considerado um dos ministros que mais se encaixam no perfil técnico que Jair Bolsonaro prometeu adotar na composição do primeiro escalão de seu governo, Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) tornou-se o xodó do presidente na Esplanada.

Ele aparece em 11 postagens do presidente no Twitter, e em 10 delas Bolsonaro menciona as ações da pasta. É o mais citado dos ministros. 

Tarcísio foi ainda o único ministro lembrado espontaneamente pelo presidente nas três das transmissões ao vivo que passou a fazer semanalmente para a prestação de contas de seu governo. 

Na mais recente delas, realizada na noite de quinta (21), no Chile, ele parabenizou o chefe da Infraestrutura por estar fazendo "um bom trabalho".

Tarcísio é citado em tom elogioso com frequência em entrevistas e discursos e foi mencionado recentemente em café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto. 

O engenheiro foi ainda um dos poucos a visitar o presidente no hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde Bolsonaro ficou internado por 17 dias com visitas restritas em decorrência de uma cirurgia. 

O prestígio de Tarcísio com Bolsonaro tem entre os motivos a afinidade de ambos serem formados na Aman (Academia de Agulhas Negras), do Exército, passando pela discrição do auxiliar e pelo volume de ações apresentadas. 

Hoje, o engenheiro é consultor legislativo da Câmara dos Deputados. Técnico, foi secretário de Coordenação de Projetos na Secretaria Especial do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos), órgão responsável por viabilizar as concessões. 

"Já colocamos para concessão 12 aeroportos e 4 terminais portuários. Na próxima quinta (28), será a vez da ferrovia Norte-Sul, e, em 5 de abril, mais seis terminais portuários. E também estamos perto de lançar editais para terminais no porto de Santos e em Paranaguá", escreveu o ministro no Twitter na sexta (24).

Se por um lado o resultado do trabalho tem em parte mérito do ministro, por outro ele contou com facilidades como o fato de ter recebido da gestão do ex-presidente Michel Temer um pacote de projetos.

Além disso, as iniciativas comandadas por Tarcísio não enfrentam as dificuldades de outros ministros, cujas ações  dependem de projetos de lei que tramitam no Congresso. 

A três semanas de completar cem dias de governo, Bolsonaro ainda tem como uma de suas principais dificuldades pacificar a relação entre os poderes Executivo e Legislativo e consolidar uma base governista para garantir a aprovação de propostas. 

Em meio a esse impasse, vê o projeto considerado crucial para o sucesso de sua gestão, a reforma da Previdência, ameaçado. 

As medidas que estão sendo tocadas por Tarcísio ainda ajudarão o governo a ampliar o caixa da União em 2019, quando há uma previsão de déficit de R$ 139 bilhões.

Em 15 de março, a concessão de 12 aeroportos foi responsável por arrecadar R$ 2,377 bilhões para o governo federal. Nessa área, ele anunciou ainda a 6ª rodada de concessões de aeroportos com 22 terminais.

O ministro pretende levar Bolsonaro para a inauguração de algumas obras, como o aeroporto de Vitória da Conquista, na Bahia. Até agora, o presidente não viajou pelo país para visitar ações e obras, apenas para prestigiar evento de militares.

No setor de rodovias, o governo destacou em diversas publicações a liberação de um trecho na rodovia BR-163, no Pará, onde Tarcísio esteve.

"Com o trabalho das Forças Armadas e a liberação da BR-163 aos caminhoneiros, o ministro Tarcísio concluiu sua ida ao Pará, após vistoriar os trabalhos no trecho não pavimentado, disse. "Essa rodovia foi aberta pelo general Geisel e será concluída pelo capitão Jair Bolsonaro", escreveu o presidente no Twitter em 9 de março. O ministro não quis dar entrevista.

As ações do Ministério da Infraestrutura foram usadas ainda em postagens do presidente e de seu filho Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) em momentos difíceis para o governo.

Carlos fez duas publicações em 19 de fevereiro, um dia após a exoneração de Gustavo Bebianno como ministro da Secretaria-Geral, após crise deflagrada com escândalo das candidaturas de laranjas do PSL, revelado pelo jornal Folha de S.Paulo. 

Já Bolsonaro recorreu a uma obra no Espírito Santo para acalmar os ânimos nas redes sociais na Quarta-Feira de Cinzas, após a sequência de postagens no Carnaval e a polêmica a publicação com a pergunta "O que é golden shower?".

Na lista de medidas que serão entregues até 11 de abril, quando a gestão completará cem dias, a Infraestrutura é destaque. Em fevereiro, o próprio ministro escreveu no Twitter que realizaria 23 leilões de concessão.

Sábado, 23 de Março de 2019 - 16:20

Auge de ciclone que atinge a Bahia deve acontecer na segunda-feira

por Francis Juliano / Lucas Arraz

Auge de ciclone que atinge a Bahia deve acontecer na segunda-feira
Foto: Reprodução / Correio

A fase mais crítica do ciclone que se formou a 150 quilômetros de Porto Seguro neste sábado (23) (veja aqui) deve acontecer na segunda-feira (25). Até lá, a Defesa Civil do estado (Sudec) alertou para o aumento da velocidade dos ventos e a formação de ondas de até 4 metros de altura nas proximidades do Litoral Sul do Estado da Bahia e do Espírito Santo. 

 

De acordo com relatórios de monitoramento climático, os ventos podem atingir 102 km/h em alto-mar e 61 km/h junto à costa, durante todo o período de atuação do ciclone que atingirá seu pico na segunda. Inicialmente, a expectativa era que a atividade climática só se formasse neste domingo (24). 

 

A notícia boa é que o ciclone está se movimentando, o que dissipa a força dos ventos no continente. No entanto a Sudic alerta para o perigo do trânsito de embarcações no mar e pede que banhistas evitem a praia durante o período.

Sábado, 23 de Março de 2019 - 16:00

A 150 km de Porto Seguro, ciclone se formou no mar e não deve passar pelo continente

por Francis Juliano / Lucas Arraz

A 150 km de Porto Seguro, ciclone se formou no mar e não deve passar pelo continente
Foto: Reprodução / Windy

O ciclone tropical que se formou neste sábado (23) próximo a costa do Espírito Santo e ao Litoral Sul do Estado da Bahia está em alto-mar, a 150 quilômetros do município baiano de Porto Seguro e não deve passar pelo continente.

 

De acordo com Paulo Luz, superintendente da Defesa Civil Do Estado (Sudec), a atividade climática se movimenta lentamente em direção ao norte do Espírito Santo.

 

Apesar da boa notícia, o sinal alerta para atividades marítimas continua valendo, advertiu Luz. “Há risco para qualquer tipo de embarcação no mar enquanto o ciclone estiver vigente”, falou. 

 

O maior perigo causado pelo fenômeno climático é a formação de grandes ondas, que podem chegar até a 4 metros de altura. A recomendação neste caso é para que a população evite o mar em municípios como Nova Viçosa, Mucuri e outras cidades do Litoral Sul da Bahia até segunda-feira (25). 

 

“Vamos alertar para que a Defesa Civil de cada município tenha atenção e alerte para que ninguém vá para o mar neste período”, falou Luz. A velocidade dos ventos também deve continuar alta até segunda-feira, acompanhada de chuvas pelo estado. 

Sábado, 23 de Março de 2019 - 15:56

Brasil decepciona e fica só no empate com o Panamá

Brasil decepciona e fica só no empate com o Panamá
Foto: Joaquim Ferreira/Agencia F8/Folhapress

O Brasil empatou em 1 a 1 com o Panamá, neste sábado (23), no Estádio do Dragão, no Porto, em Portugal, em partida preparatória para a Copa América 2019.

 

O time canarinho saiu na frente com Paquetá, aos 31 minutos do primeiro tempo, mas o Panamá empatou quatro minutos depois. Após falta cobrada na área, a defesa brasileira fez a linha de impedimento, mas Richarlison acabou confundindo o assistente. O lance foi irregular, mas o árbitro validou o gol de Adolfo Machado.

 

Após o apito final, a Seleção Brasileira foi vaiada pelos torcedores presentes no Estádio do Dragão.

 

A Seleção Brasileira volta a campo na terça-feira (26) contra a República Tcheca, às 16h45, em Praga.

 

A convocação para a Copa América será feita em maio e o torneio começa dia 14 de junho, contra a Bolívia, no Morumbi, em São Paulo (SP). A segunda rodada da competição acontecerá em Salvador, no dia 18 de junho, diante da Venezuela, na Arena Fonte Nova.

AL-BA gastará R$ 534 mil mensalmente com alimentação para deputados e funcionários
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

Com dispensa de licitação, a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) contratou à Lemospassos Restaurantes Industriais para preparo e fornecimento de alimentação para deputados e servidores do Legislativo. 

 

A empresa, contratada em regime emergencial até que a Casa Legislativa resolva um imbróglio com a Justiça (lembre aqui), receberá R$ 534 mil mensalmente. Além do preparo de alimentos, a LPATSA também ficará responsável pelo serviço de buffet para eventos oficiais internos e externo às dependências  da AL-BA. 

Sábado, 23 de Março de 2019 - 15:20

Barragem da Vale em MG tem nível de risco elevado para ruptura iminente

por Fernanda Canofre | Folhapress

Barragem da Vale em MG tem nível de risco elevado para ruptura iminente
Foto: Reprodução / TV Globo

A Vale aumentou o nível de risco de uma barragem de rejeitos na mina Gongo Soco, em Barão de Cocais (a 100km de Belo Horizonte), nesta sexta-feira (23). A estrutura foi colocada em nível 3, que significa de ruptura iminente ou já ocorrendo.

A alteração foi comunicada às autoridades na tarde de sexta, depois que uma empresa contratada pela mineradora para fazer auditoria independente informou da condição crítica de estabilidade da estrutura.

“Esse risco de rompimento é real, uma vez que a empresa atestou isso para a Vale e a Vale informou à Defesa Civil”, afirma o tenente coronel Flávio Godinho, da Defesa Civil de Minas Gerais.

Por volta das 21h30, foram acionadas sirenes de alerta na região da chamada zona de autossalvamento (ZAS), a primeira a ser atingida em caso de rompimento. A população que vive abaixo da barragem já foi removida do local no dia 8 de fevereiro, depois que a estabilidade da estrutura não pôde ser atestada.

Segundo a Defesa Civil, a preocupação é com as pessoas que estão na chamada zona secundária, a cerca de uma hora e doze minutos de chegada da lama. A estimativa é que haja 3.000 residências na área, onde as pessoas terão de ser treinadas para onde se deslocar em caso de ruptura.

Sete viaturas do Batalhão de Choque da Polícia Militar de Minas Gerais foram enviadas ao município e ficarão de prontidão, caso ocorra alguma alteração na situação, e as pessoas tenham que ser removidas. A medida é para garantir que os policiais possam retirar os moradores de forma organizada e sem pânico.

“Se essa lama chegar ao centro de Cocais, tem potencial de inundação, de danos, de colapso de residência, precisamos fazer esse treinamento de forma consciente”, afirma o tenente coronel.

?Segundo um estudo de impacto, o rompimento da barragem poderia gerar uma avalanche de rejeitos que alcançaria uma distância de 11 km, causando destruição na zona rural da cidade.

Por meio de nota, a Vale disse que “continua adotando uma série de medidas preventivas para aumentar a condição de segurança de suas barragens”. Ela lembra que a estrutura em Cocais é uma das dez barragens a montante inativas remanescentes, que faz parte do plano de descaracterização anunciado pela empresa.

Ainda segundo a mineradora, há 442 moradores de Barão de Cocais alocados em moradias provisórias, hotéis, pousadas ou casa de amigos e parentes, por causa da situação na mina de Gongo Soco.

Em relatos à Promotoria de Minas Gerais, moradores disseram que a remoção durante a madrugada “ocorreu de forma abrupta e assustadora, causando pânico nos moradores das localidades, que deixaram os pertences nos locais evacuados”.

Vinte dias depois da primeira remoção, uma decisão da Justiça em Barão de Cocais determinou o bloqueio de R$ 50 milhões da Vale, para ressarcir os prejuízos.

A juíza Renata Borges diz na decisão que a retirada das pessoas de suas casas viola o direito à moradia digna, saúde, alimentação, educação e convivência familiar. Ela salientou ainda que o bloqueio também levava em conta “o envolvimento da Vale, nos últimos anos, em desastres ambientais de grande magnitude e em outras ações de evacuação de pessoas”.

O motorista Elias Rodrigues, 36, foi um dos removidos e está vivendo em uma casa alugada pela Vale, mas diz que ainda há moradores em hotéis.

“Hoje nossa preocupação é se vai romper ou não a barragem, pelas casas e nossos bens materiais que lá estão. Ainda se encontra algumas galinhas e cachorros perdidos na areia de evacuação”, diz ele.

A mineradora Vale também havia sido acionada pelo Ministério Público de Minas Gerais para que retire, em caráter de urgência, todos os bens históricos móveis na área que possa ser atingida por um possível rompimento da barragem em Barão de Cocais (MG).

O Iepha (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais) lista 18 bens históricos e arqueológicos tombados pelo município, estado ou União no município. Entre eles, estão igrejas setecentistas e o sítio arqueológico de Gongo Soco. Este último contém o que restou de uma antiga vila de arquitetura inglesa construída no início do século 19.

Ela foi erguida ali por ingleses que compraram a mina de ouro de Gongo Soco e ali fizeram também um cemitério particular e um hospital, que ainda restam no local. O conjunto das ruínas é tombado pelo Iepha desde 1995.

A recomendação de retirada dos bens históricos foi expedida pela Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Cultural e pela Promotoria de Barão de Cocais. A orientação também cobra que os bens resgatados sejam transportados em condições de segurança e guardados em locais indicados pelo instituto.

Há três anos, a vila histórica de Bento Rodrigues, em Mariana, foi arrasada pelo rompimento da barragem da Samarco, controlada pela Vale e pela BHP. A igreja matriz foi destruída sem que imagens sacras pudessem ser salvas.

Sábado, 23 de Março de 2019 - 15:00

PPS adota nome Cidadania após congresso em Brasília

PPS adota nome Cidadania após congresso em Brasília
Foto: Divulgação

O Partido Popular Socialista (PPS) aprovou, neste sábado (23) a mudança de nome do partido para Cidadania. É a segunda vez que a legenda, que já foi Partido Comunista Brasileiro (PCB), troca de nome. O Cidadania conta hoje com uma bancada de oito deputados federais e três senadores.

 

O presidente do Cidadania , Roberto Freire, destacou que a  transição foi democrática. O partido realizou neste fim de semana um congresso em Brasília. A mudança de nome já vinha sendo discutida internamente desde o ano passado. A nova denominação faz parte da estratégia de renovação política do partido.

Chuva: Muro desaba e casas são atingidos por lama; moradores ficam ilhados em Salvador
Foto: Reprodução / Adriana Oliveira / TV Bahia

A forte chuva que caiu em Salvador entre a noite de sexta-feira (22) e a manhã deste sábado (23) causou prejuízo em partes da cidade. De acordo com o G1, o muro de uma casa no bairro da Santa Cruz, em Salvador, desabou. O local foi interditado para segurança dos moradores. Não há registro de feridos.

 

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) registrou 32 ocorrências desde que a chuva começou na capital. Em último balanço emitido, a Codesal registrou 14 alagamentos de imóveis, três ameaças de desabamento e três deslizamentos de terra até às 10h35 deste sábado (saiba mais aqui).

 

Ainda de acordo com a reportagem, no Acupe, dois carros foram atingidos pela terra que deslizou de uma encosta na Rua Professor Rômulo Almeida. Equipes da Codesal e da Empresa de Limpeza Urbana do Salvador (Limpurb) estiveram no local para avaliar os estragos.

 


Foto: Reprodução / Andréa Silva / TV Bahia

 

Uma casa também foi invadida pela água no bairro e teve o desabamento parcial de um muro. A garagem do local ficou tomado pela lama. Um veículo, que estava estacionado foi atingido por galhos de árvores, arrastado pela água e ficou parcialmente destruído.

 

Na Boca do Rio, algumas casas foram tomadas pela lama e os moradores precisaram empilhar os móveis, para minimizar os estragos. Placas de concreto que ficam acima de um canal na Travessa Hélio Machado se desprenderam e oferecem risco para quem precisa passar pelo local. 

 

A previsão do tempo para este sábado (23) e domingo (24) indica a possibilidade de chuvas apenas moderadas. A Codesal permanece em plantão 24 horas e pode ser acionada a qualquer instante pelo telefone 199. 

Sábado, 23 de Março de 2019 - 14:20

Estádio Adauto Moraes poderá ter gramado sintético em 2020

por Glauber Guerra

Estádio Adauto Moraes poderá ter gramado sintético em 2020
Foto: Glauber Guerra/ Bahia Notícias

Um dos principais problemas do Estádio Adauto Moraes é o gramado, que tem sido alvo de críticas por parte de jogadores, treinadores, dirigentes e torcida (relembre aqui). Porém, esse transtorno pode terminar em breve. O Governo do Estado da Bahia em parceria com a Prefeitura Municipal de Juazeiro estuda implantar um piso sintético na praça esportiva em 2020. O anúncio foi feito em Juazeiro, neste sábado (23), pelo secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Davidson Magalhães, e pelo prefeito Paulo Bonfim (PCdoB).

 

Nos próximos dias, técnicos da Sudesb irão realizar um estudo no Estádio Adauto Moraes. O objetivo é saber qual o melhor tipo de grama para a praça esportiva. Caso o sintético não seja viável, a outra alternativa é implantar um piso natural ou recuperação do atual.

 

Presidente da Juazeirense,  o deputado estadual Roberto Carlos (PDT) se diz a favor de grama natural, mas não se opõe ao sintético. “Ainda vai ser discutido o tipo de grama. Isso vai ser avaliado após um estudo. Eu prefiro a grama natural, pois a grama sintética esquenta muito e o calor em Juazeiro é grande. Acho que a temperatura da grama iria ficar alta e prejudicaria o jogo. Mas vamos aguardar. O importante é que sejam feitas melhorias no Estádio Adauto Moraes”, disse o parlamentar-cartola, em entrevista ao Bahia Notícias.


Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

 

Atualmente, dois estádios baianos possuem gramado sintético: Arena Cajueiro, em Feira de Santana, de propriedade do Bahia de Feira, e o Estádio Municipal Waldetrudes Carneiro de Magalhães, em Serrolândia.

 

FUTEBOL AMADOR SERÁ CONTEMPLADO
O futebol amador de Juazeiro será contemplado com a instalação de grama sintética no Campo da Liga 1º de maio, no bairro Santo Antônio. Atualmente, o equipamento é de piso de chão batido. Além disso, 30 campos de várzea do município receberão iluminação.


Campo da Liga 1º de maio em Juazeiro | Foto: Divulgação/ Ascom/PMJ

Sábado, 23 de Março de 2019 - 14:00

Em recado a Malafaia, Olavo diz que evangélicos entraram tarde na luta contra PT

por Anna Virginia Balloussier | Folhapress

Em recado a Malafaia, Olavo diz que evangélicos entraram tarde na luta contra PT
Foto: Reprodução / TV Globo

Já em colisão com militares do governo Jair Bolsonaro (PSL), o escritor Olavo de Carvalho abriu nova frente de batalha contra um segmento visto como aliado natural do presidente, o evangélico.

Nas redes sociais, endereçou uma mensagem ao pastor Silas Malafaia, que dias antes criticara a ideia "simplesmente ridícula" de que Olavo teria mais peso na vitória de Bolsonaro do que os evangélicos.

Para o brasileiro radicado na Virginia (EUA), é preciso ressaltar que igrejas desse quinhão religioso chegaram atrasadas na luta contra um dos maiores bichos-papões da nova administração, o petismo.

"Prezado bispo Malafaia: ninguém pode negar que as igrejas evangélicas ajudaram um bocado na derrocada do petismo. Mas também não pode negar que elas entraram nessa luta com um atraso formidável. Pelo menos até 2009 ainda se davam muito bem com o partido governante. Nesse ano Lula em pessoa oficializou em lei a Marcha Para Jesus. Será que o senhor já esqueceu?"

A fala repercutiu no meio evangélico, ganhando destaque em portais como o Gospel Prime. E não é a primeira em que Olavo alfineta o segmento. Em transmissão ao vivo, já fez críticas a pastores e a discípulos seus que os escutam. O vídeo foi compartilhado em 2017 com o jocoso título de "AstrOlavo de Carvalho detonando os evangélicos".

O escritor, que dá cursos de filosofia online e presencial, disse que seus discursos se baseiam na "autoridade dos fatos, dos documentos, dos argumentos da racionalidade, etc, etc". 

"Aí chega pastor e diz: 'Eu falo com a autoridade da Bíblia, porque eu estou salvo, sou um dos eleitos. E vocês seguem, meu Deus do céu! Onde têm a cabeça, porra? Como tem a cara de pau de ser meu aluno?"

Numa série de postagens no Twitter, Malafaia rebateu Olavo, que fez questão de chamar de astrólogo (um ofício questionável para a fé evangélica), uma de suas formações.

"Tenho afinidades com Bolsonaro desde 2006 por ocasião do PL 122 [lei antihomofobia, que ambos combateram]. Olavo estava em um rancho nos EUA, eu e Bolsonaro tomando pancada do ativismo gay", escreveu o pastor.

Malafaia reconhece que, sim, ele apoiou Lula em 1989 e, depois, em 2002. "Mas não foi pelo viés ideológico, mas pela crença que ele poderia resgatar o Brasil da miséria."

Afirma que, na primeira empreitada eleitoral de Lula, ele foi exceção entre os colegas de pastorado. "Em 1989 eu não possuía nenhuma relevância na liderança evangélica, tinha 8 anos como pastor. Minhas posições não possuíam nenhuma influência na comunidade evangélica."

Naquele pleito, gigantes como a Igreja Universal do Reino de Deus fizeram forte campanha contra o petista, satanizado pelo segmento. O líder da Universal, bispo Edir Macedo, chegou a declarar que, "após orar e pedir a Deus que indicasse uma pessoa, o Espírito Santo nos convenceu que Fernando Collor de Mello era o escolhido".

Malafaia também apontou que, em 1994 e 1998, a maioria dos evangélicos embarcou na candidatura de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), ele inclusive.

A simpatia por Lula no bloco religioso inflou em 2002, embora muitos fiéis tenham visto um alento em Anthony Garotinho, o primeiro candidato evangélico de peso a disputar uma campanha presidencial no país. 

Macedo e Malafaia endossaram o petista, mas se dividiram quanto à sua sucessora, Dilma Rousseff: o bispo ficou do seu lado, e Malafaia, no do tucano José Serra.

Em 2018 os humores evangélicos definitivamente se uniram em torno do presidenciável do PSL, com a maioria dos bispos, pastores, apóstolos e missionários fazendo campanha aberta por Bolsonaro, que se declara católico e tem esposa e filhos evangélicos.

Segundo pesquisa Ibope que detectou queda de 15 pontos na aprovação do presidente, evangélicos são o bloco que mais apoia Bolsonaro: 61% têm boa avaliação pessoal dele.

Salinas das Margaridas: Operação apreende 5,6 toneladas de crustáceos
Foto: Divulgação / SSP-BA

Uma operação conjunta entre equipes da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (Coopa), 14º  Batalhão de Polícia Militar (BPM/Santo Antônio de Jesus) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) apreendeu, nesta sexta-feira (22), 5,6 toneladas de crustáceos comercializados ilegalmente nas proximidades do entroncamento de Salinas das Margaridas, no sul do Recôncavo baiano.


Foram encontrados 5,5 toneladas de caranguejos e 100 quilos de guaiamu que seriam vendidos nos bares e restaurantes da região. A ação de fiscalização tem como objetivo reprimir a captura e comercialização dos animais durante período de defeso – época em que a caça é proibida para permitir a reprodução das espécies. 


O major PM Amílton Júnior, comandante da Coppa, revelou que alguns animais encontrados ainda estavam vivos e foram soltos pelos agentes no seu habitat natural. “Os proprietários foram notificados e os animais liberados na natureza”, finalizou.

Preço da gasolina sobe pela 4ª semana e acumula alta de 3,5% em um mês
Foto: Reprodução / Marcello Casal jr / Agência Brasil

O preço médio do litro da gasolina comercializada em postos de combustível de todo o país fechou esta semana a R$ 4,319. Essa foi a quarta alta semanal do produto, que acumula um aumento de preço de 3,5% em um mês, já que, na semana de 17 a 23 de fevereiro, o litro era vendido a R$ 4,172.


Os dados são do levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O óleo diesel, comercializado em média a R$ 3,54 por litro, registrou nesta semana sua quinta alta consecutiva e acumulou, no período, aumento de preços de 2,8%.


De acordo com a Agência Brasil, o litro do etanol, que foi comercializado em média a R$ 2,969, também subiu pela quinta vez consecutiva, acumulando alta de 8,2% no período de cinco semanas. Já o preço do GNV (gás natural veicular) aumentou pela terceira semana, fechando em média a R$ 3,169 o metro cúbico, uma alta de 1% no período.

Histórico de Conteúdo


Buy Coolest Soccer Jerseys Wholesale NCAA jerseys Buy Best Cheap NHL jerseys Online KG'in9 Share News Wholesale Replica Cheap MLB Jerseys Wholesale Mlb Jerseys AIR's duck All Sports Share News Top Selling NBA Jerseys Cheap NHL Jerseys Bu9'er We Share News Off the World